12 de dezembro de 2008

[Lista 1]

[para recordar nos dias tristes]

Gosto…

Gosto da sensação da botija de água quente nos meus pés gelados
Gosto de tomar banho
Gosto de dormir com a cabeça debaixo dos cobertores
Gosto de tomar chã [na FNAC] [dentro do carro em S. Pedro de Rates] [em casa à noite]
Gosto de me deitar cedo
Gosto de me levantar cedo
Gosto de dormir oito horas
Gosto de tomar o pequeno-almoço, ao domingo de manhã, nos Moinhos
Gosto de uma vida pacata
Gosto de Paz
Gosto de Comboios
Gosto de sonhar
Gosto de surpresas
Gosto de rir
Gosto que me mexam no cabelo
Gosto das coisas organizadas
Gosto de agendas
Gosto de papel
Gosto de Livros, cadernos, caderninhos
Gosto de Pinheiros Mansos
Gosto de ter as unhas arranjadas
Gosto de sopa
Gosto do som da chuva
Gosto do frio
Gosto de me passear
Gosto de abreijos
Gosto de poesia
Gosto de broa
Gosto de dizer “Quarto-de-banho” “barregar” “engalhar” “intulir” …
Gosto de parar o tempo
Gosto de agradecer
Gosto do silêncio
Gosto do Lugar do Outeiro
Gosto do céu estrelado e da Lua cheia
Gosto de ter tempo…
Gosto das ruas ao fim da tarde
Gosto de viver
Gosto de gostar

…[e mais]…

11 de dezembro de 2008

Voodoo Girl


Her skin is white cloth,
and she's all sewn apart
and she has many colored pins
sticking out of her heart.
:::
She has many different zombies
who are deeply in her trance.
She even has a zombie
who was originally from France.
:::
But she knows she has a curse on her,
a curse she cannot win.
For if someone gets
too close to her,
the pins stick farther in.



Tim Burton
"The melancholy death of Oyster Boy"

10 de dezembro de 2008

video

Children see [as crianças vêem]

Children do [as crianças fazem]

Make your influence positive [Seja uma boa influência]

[http://www.childfriendly.org.au/]

9 de dezembro de 2008

9 de Dezembro de 2007

lembro-me do convite...


Nouvelle Vague, no Auditório São Mamede em Guimarães, no dia 8 de Dezembro, vens comigo?
Conheces Nouvelle Vague, não conheces?

eu disse que sim...mas, na verdade, conhecia muito pouco...

da pesquisa na Internet [que efectuei para acalmar a ignorância que tinha em relação ao grupo] ficou a letra e a música de...

IN A MATTER OF SPEAKING
(Nouvelle Vague)
In a Manner of speaking
I just want to say
That I could never forget the way
You told me everything
By saying nothing
In a manner of speaking
I don't understand
How love in silence becomes reprimand
But the way that i feel about you
Is beyond words
Oh give me the words
Give me the words
That tell me nothing
Ohohohoh give me the words
Give me the words
That tell me everything
In a manner of speaking
Semantics won't do
In this life that we live we only make do
And the way that we feel
Might have to be sacrified
So in a manner of speaking
I just want to say
That just like you I should find a way
To tell you everything
By saying nothing.
Oh give me the words
Give me the words
That tell me nothing
Ohohohoh give me the words
Give me the words
That tell me everything
Oh give me the words
Give me the words
That tell me nothing
Ohohohoh give me the words
Give me the words
That tell me everything

Depois o braço que ousou pousar no meu ombro
as costas que se encostaram no teu peito
e as mãos que se ataram para ouvir Nouvelle Vague

[e a surpresa do que senti]

e, mais tarde, já dia 9, o beijo, o primeiro de muitos...

it's a pity that we don't remember :D :D :D
deve ter sido da emoção :D :D